Skip to content

Entrevista com Evandro Teixeira

24 de abril de 2009

Vou publicar aqui, um trecho de uma entrevista feita com um grande conhecido da fotografia brasileira, Evandro Teixeira, por Luiz Sena. Retirei as perguntas mais importantes relacionadas ao fotojornalismo.

Evandro Teixeira é uma referência nacional na fotografia brasileira. Fotógrafo há mais de 45 anos. começou sua carreira no Diário da Noite em 1958, e despontou na carreira a partir de 63, quando foi trabalhar no Jornal do Brasil. Tem três livros publicados: Fotojornalismo, (1983), Canudos 100 Anos (1997) e O livro das águas (2002).

LS: O que você acha do fotojornalismo brasileiro hoje? Sensacionalista? Falta sensibilidade?

ET: Não, eu acho que o jornalista brasileiro é muito inteligente. O que nos falta é infra-estrutura. Tanto nós, como quem escreve. O que falta é qualidade, incentivo, que falta também nas faculdades. Sensibilidade nós temos, inteligência nós temos, só o que falta é esse tipo de coisa que você sabe tanto como eu.

LS: O que acha das novas tecnologias? Quais são as vantagens e desvantagens?

ET: Maravilha. Acabei de falar isso pra televisão. Eu adorei. Livrou-nos de uma série de coisas. Era como carregar um jumento. Tinha que ir para banheiro de hotel para revelar filme, e ampliar. Hoje você transmite uma foto agora na Grécia, por exemplo. No meio do mar, uma coisa que eu levava 8h para transmitir uma foto, ir, vir, elaborar. Hoje, no meio do mar, 5 min. depois já estou mandando uma foto. A qualidade é excepcional. Claro que eu continuo com minha velha analógica, minha Laica, com meus filmes preto e branco. Dependendo do projeto, ou do trabalho que eu venha fazer. No jornalismo moderno, acho que a tecnologia deve ser respeitada. Ela veio pra ficar e nos ajudar.

LS: O que seria um fotógrafo exemplar?

ET: Como tudo, como médico, como advogado (risos). Eu não sei, acho que você tem que ter um bom olhar, acima de tudo estudar, acompanhar a evolução, os acontecimentos, mas, acima de tudo que você estude. O fotógrafo tem que ter este olhar especial. Nós temos olhares especiais.

LS: Deixe um conselho para futuros fotojornalistas.

ET: Insista, não desista nunca, acredite em você. Qualquer que seja a profissão. Principalmente a nossa que o campo está minado, o campo está difícil, a situação está complicada e o mercado cada vez mais escasso. Acima de tudo você tem que acreditar em você, saber que veio pra vencer. E não pode achar que está difícil, não vai dar certo. Nunca tive uma cobertura no mundo, qualquer parte do mundo que eu disse que: não vai dar. Pra mim sempre tinha que dar, sempre dava e sempre deu.

Está ai, palavras simples, mas com conteúdo de quem já viu muito através da objetiva. Não desistir e lutar pela melhoria da qualidade do trabalho e de infra-estrutura além de espaços culturais é um caminho a ser pensado, conforme palavras de Evandro Teixeira.

Fonte: Luiz Sena

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: