Skip to content

Robert Capa: uma lenda

1 de setembro de 2009

 

 Robert Capa (cujo nome verdadeiro é Friedmann Endre Ernő) nasceu em Budapeste na Hungria em 22 de outubro de 1913. Tornou-se famoso pelas coberturas fotográficas da Guerra Civil Espanhola, da Segunda Guerra Sino-Japonesa, daSegunda Guerra Mundial e da Guerra Arabe-Israelense de 1948. Morreu em 1954 durante a cobertura da Primeira Guerra da Indochina ao pisar em uma mina. Dizem que quando foi encontrado, suas pernas estavam dilaceradas, mas a câmera continuava firme em suas mãos. Considerado um dos grandes fotojornalistas da história, Capa foi um dos co-fundadores da Agência Magnum, em conjunto com David Seymour, Henri Cartier-Bresson e George Rodger. Embora tenha ficado famoso com a cobertura de Guerras, Robert Capa também possuí uma produção fotográfica voltada para outras áreas do fotojornalismo e até mesmo fotos de arte, mostrando que ele não era apenas corajoso, mas também muito talentoso.

Um dos episódios mais marcantes da biografia de Capa é que ele foi um dos poucos jornalistas que desembarcou junto com as tropas aliadas em Omaha Beach no Dia D. Fico imaginando ele correndo pelas trincheiras e desviando do fogo alemão. Porém, como o destino é impiedoso, depois de sobreviver ao desembarque, a maior parte das imagens acabou se perdendo porque o técnico do laboratório errou na hora de fazer a revelação. Apenas um punhado de imagens se salvaram. Recentemente, uma polêmica envolveu o nome do fotógrafo. Um jornal espanhol acusava ele de ter forjado uma de suas mais famosas fotos. A morte de um soldado legalista (a primeira foto abaixo) foi feita durante a Guerra Civil Espanhola e teoricamente mostra o momento exato em que um soldado é atingido por uma bala. Independente dessa imagem ser encenada ou não, as fotos de Capa são importantes não apenas por serem um registro dos piores momentos da humanidade no século XX, mas por tentarem levar um pouco de crítica a esses atos.

Para aqueles que estão começando na fotografia, o maior ensinamento do mestre é aquele que levo mais a sério até hoje: “Se a foto não está suficientemente boa, é porque você não está suficientemente perto”. Palavras de impacto para quem sempre esteve perto do perigo.

 

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: